terça-feira, 19 de outubro de 2010

Azenha Mourisca no Guadiana / Moorish-style Watermill in the Guadiana River

Oil on canvas / Oleo sobre tela

In the old days, before the internal combustion engine and the electricity, the Guadiana River in the south of Portugal, had plenty of these watermills; the water wheel was sometimes placed horizontally under the building. The one you can see in the painting was made following the moorish model, an heritage of the Moor occupation of the Iberian Peninsule during the Middle Age.

Antigamente, antes dos motores a combustão e da electricidade, no rio Guadiana podiam encontrar-se dezenas destas azenhas; a roda de água era por vezes colocada horizontalmente sob o edifício. A azenha representada aqui foi construída seguindo o modelo mourisco, uma herança da ocupação moura do sul da Península Ibérica, durante a Idade Média.

Vendido / Sold

2 comentários:

Villager disse...

Gosto em geral de toda a velha arquitectura. Azenhas tem um lugar especial. Esta parece um pouco fora do vulgar - sem as telhas no telhado. Muito interessante e subtil escolha de cores. Bom Domingo.

Lefrontier disse...

As azenhas do Guadiana - sobretudo do baixo Guadiana - são construídas de forma especial: a construção é toda em pedra (invulgar no Baixo Alentejo), as paredes são muito espessas e os telhados, também em pedra, costumam ser arredondados, fazendo as azenhas do parecerem quase "bunkers". Há uma razão para isso: o Rio Guadiana, pachorrento no Verão, pode tornar-se violento e imprevisível no Inverno -é um rio quase "bipolar". Não é invulgar ve-lo subir quatro, cinco, ou mais metros no espaço de umas horas. A azenha é construída assim, porque à partida já está previsto que vai ficar submersa durante dias - às vezes semanas - e este tipo de construção permite-lhe voltar incólume quando o rio baixar de novo...